sexta-feira, setembro 23, 2011

Peregrina

Imagem de pybony.xpg.com.br

Há momentos em que procuro criar raízes no solo firme
e poder dizer eu sou daqui,desta terra verde que me nutre e abraça.

No entanto, chamam-me as águas do rio, empurra-me o vento para a outra margem,
onde os deuses da selva ainda conhecem todas as palavras do Silêncio 
e as aves coloridas jamais esqueceram os aromas do Éden.

Peregrina. Marinheira. Caminhante.
Nunca  minha Voz  se deixará pisar!
Jamais meu Coração se cobrirá de musgo!

22.9.2011

2 comentários:

Super onze disse...

Ajuda a divulgar meu blog ?? http://thisismylife-igor.blogspot.com/

sandrafofinha disse...

Vejo por este post que preferes praia a campo. Eu cá gosto muito de viver no sossego da minha aldeia mas no verão também é complicado não ter praia por perto. é por isso talvez que não sou tão feliz no verão como sou no inverno. enfim como disse no comentario que fiz ao post pedras e conchas resta-me ter esperanças para que um dia possa voltar a visitar a praia da vieira e sentir-me feliz novamente. beijinhos amiguinha clotilde.