terça-feira, agosto 04, 2009

Participação no tema "Uma carta de Amor", paro o blog Vou de Colectivo



Querida Laura,

Recebi ontem o teu bilhetinho. Foi o rapaz da tabacaria quem mo entregou quando fui comprar cigarros e o jornal vespertino. Passou-mo para a mão, muito bem dobrado, juntamente com o troco da nota de cinco euros que eu lhe tinha dado para pagar o jornal e o maço de tabaco. Não, Laura, ainda não deixei de fumar. Até ando a fumar mais desde aquele dia, bastante mais. A minha mãe já reparou que os cinzeiros estão a abarrotar de beatas sempre que cá vem dar um jeito ao apartamento.
O que mais me entristece nisto tudo é que, com a nicotina, já não há rasto do teu cheiro pela casa. Antigamente, mal abria a porta e entrava no hall,s entia logo aquele aroma a "Amore, amore". Percebo pouco de nomes de perfumes, mas lembro-me deste porque tem o nome pelo qual me chamavas assim que me ouvias pousar as chaves no mármore da cómoda do hall de entrada. e também porque era o teu perfume preferido. Penso eu, que pouco percebo de perfumes. Do que eu gostava mesmo era do teu cheiro. Do cheiro da tua pele quando te chegavas a mim e me abraçavas, fosse a que hora fosse, de noite ou de dia.
Sabes, Laura, às vezes, quando a saudade aperta, abro o roupeiro e procuro o teu cheiro. Deixaste por cá uma écharpe de musseline. Julgo que seja musseline. Não tenho a certeza porque também pouco entendo de tecidos. De qualquer modo é uma écharpe que ainda guarda o teu cheiro e eu enfio o rosto nela, fecho os olhos e sonho contigo. Eu ainda sonho muito contigo, Laura.
Mas os meus sonhos são como ondas a bater contra o paredão em noites de tempestade. São sonhos de angústia e de raiva por não ter sabido guardar-te, manter-te aqui para sempre, eternamente. Raiva por ainda saber menos de sentimentos que de perfumes e de tecidos.
Recebi ontem o teu bilhetinho, Laura. O rapaz da tabacaria entregou-mo com o troco e disse-me:
- Senhor, deixou cair este papel em cima do balcão juntamente com a nota.
Mas eu não me chamo Leonard, Laura. Chamo-me Pedro e ainda te amo.
Para participar, clique aqui no VOU DE COLECTIVO.

29 comentários:

Hod disse...

Aloha Clotilde!!

Linda sua Carta de Amor!!!

Tb participo.

Uma bela semana com muitas bençãos!!
Aloha!!
Hod.

Clotilde S. disse...

Olá Hod,

Obrigada pela vista e comentário. Vou já ler a sua.

Um abraço e muitas bençãos para si também,

Clo

Hod disse...

Aloha Clo!!!

que linnndddooo...vc me visitou agora atarde!!

Obrigado por tão gentilmente dixar em minhas atmosferas o brilho de sua presença!!!
Tb gostei bastante de ler sua carta

Muitas bençãos para si.

Aloha!!
Hod.

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Clotilde,
Que delícia de carta!!
Expressiva o suficiente.
Beijos,
Ana Lúcia.
PS: Se quiser ler a minha carta, lhe aguardarei com um café.

Kaf disse...

Olá Clotilde,

Belíssimo teu escrito! Prosa criativa e amorosa.

Abraços,

KAF

Pitanga Doce disse...

Tadinho do Pedro! Olha que também gosto do Amore Amore!

boa noite Clotilde

Meri Pellens disse...

Muito linda e criativa sua carta.
Parabéns!
Quanto aos blogs, eu excluí.
Sabe, há fases na vida da gente em que se tem que recomeçar do zero.
Bj, amiga.

angela disse...

Bonita carta, o cheiro é tudo e fala-se pouco dele. Bom você ter lembrado.
Triste a carta...
abraço

Carla disse...

Adorei, muito romântica e doce esta carta!
Um abraço

Meri Pellens disse...

Amiga, estou levando o selinho q fez p os amigos. Achei lindo! Obrigada, bj.

pin gente disse...

que pena o final da tua carta de amor!
gosto de escrever cartas e nelas incluo as cartas de amor.
um beijo
luísa

Maria P. disse...

Cartas de Amor...lindas:)

Beijinho, Clo*

Clotilde S. disse...

Hod,

Gostei muito do seu blog. Hei-de voltar.

um abraço,

Clo

Clotilde S. disse...

Ana Lúcia,

também já fui ler a sua participação e deixei o meu comentário. Obrigada igualmente pelo comentário que me deixou no Chá de Rosas.

beijos,

Clo

Clotilde S. disse...

Olá Kaf,

:)) Muito obrigada pela sua vista e pelo comentário.

Um abraço, volte sempre.

Clo

Clotilde S. disse...

Pitanga,

Gosto muito de perfumes, especialmente de florais e cítricos para o Verão. Escolhi este para este texto porque se aplicava à ideia.

Um beijo grande, amiga cheirosinha. :)))

Clo

Clotilde S. disse...

Meri, Fiquei com muita pena ao ver que tinhas eliminado os teus blogs, pois gostava muito deles, mas já descobri o teu SPA e desejo-lhe muito sucesso.

Beijos mil, amiga !

Clo

Clotilde S. disse...

Angela,
Cheiro é essencial.

Beijinho e obrigada pela visita.

Clo

Clotilde S. disse...

Carla,olá,

Gostei de criar esta carta.

Fico contente por ter apreciado.

Um abraço,

Clo

Clotilde S. disse...

Meri,
Os selinhos são para isso mesmo, oferecer, partilhar, com carinho e alegria.

Beijinhos, amiga

Clo

Clotilde S. disse...

Pin Gente,

O final é o twist da carta, o inesperado. Mas podemos sempre imaginar um final diferente.

Clo

Clotilde S. disse...

Pin gente,

Esqueci de agradecer a visita e o comentário.Beijinhos,

Clo

Clotilde S. disse...

Maria P.

Já tinha saudades tuas, amiga.

Que bom teres aparecido por aqui.

São lindas, sim, as cartas de amor e ridículas, como dizia o nos Pessoa.

Beijinhos :))

Clo

poetaeusou . . . disse...

*
quem disse que as cartas
de amor são ridiculas ?
,
parabens amiga,
,
conchinhas, deixo,
,
*

Clotilde S. disse...

Fernando pessoa é que as achava ridículas, poeta, mas nem por isso deixou de as escrever.:)))

Obrigada pela visita e pelo comentário.

Beijinhos, amigo.

clo

Eduardo Aleixo disse...

Clo

Excelente carta. Excelente conto. Cheio de simpliciade a despeito da complexidade dos sentimentos. Cheio de perfume, tecidos e sentimentos, comunicados por quem diz nada perceber sobre o assunto. Magnífico. Parabéns.

Ailime disse...

Clo,
Muita bela esta carta de amor.
Muito harmoniosa e expressiva a sua escrita!
Os meus parabéns!
Um beijinho com a minha admiração.

Clotilde S. disse...

Eduardo,

Com palavras simples e escreve a vida, porque a vida é simples embora nós façamos de tudo para a complicar.

Muito obrigada pela visita e comentário.

Um abraço,

Clo

Clotilde S. disse...

Ailime,amiga

Grata pelas tuas palavras, sempre tão queridas.

um abraço,

Clo