sábado, novembro 15, 2014

Pedras

Longa é a noite dos analfabetos do Amor.
As palavras adormecidas no seio das pedras
sonham com um mar que deixou de ser.
E são tantos os poemas guardados no silêncio!

4 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Esse mar vivo dentro de ti é chama, luz , amor, quentura, tem direito ao sol do poema.
Beijo, amiga.

Eduardo Aleixo disse...

Passo por aqui só para te desejar um feliz Natal.
Beijinho.

poesia de vieira calado disse...

Estimada amiga!
Hoje venho simplesmente
desejar-lhe um muito Feliz Natal!
Bjssss

Eduardo Aleixo disse...

PASSO POR AQUI E DEIXO UM BEIJINHO.