sábado, agosto 15, 2009

As horas

Sunday Paper, Steven Lanvin
Para os nossos filhos:
O relógio de parede dá-te os segundos, os minutos e as horas.
Deste modo, ritmado e lento, vais contando os dias e as longas noites brancas
em que nada mais te é ofertado a não ser o imenso tempo da espera.
Diz-te o jornal que é domingo e que há gente que se veste de azul
e passeia no parque depois da missa para logo depois ir almoçar em família.
Também te diz o jornal que o mundo está cheio de mulheres bonitas e pulposas,
macias como os pêssegos que a vizinha te trouxe para a merenda.
E diz-te ainda o jornal que há carros mais velozes que o vento,
barcos que flutuam leves sobre águas turquezas , areias quentes,
e ainda que há certos relógios que te custariam dois anos de salário,
se tivesses salário,
se precisasses de saber a que horas andas.
Mas o que te sobra na vida são os segundos, os minutos e as horas
que o teu relógio de parede já te oferece de graça.
E diz-te ainda o jornal que o mundo está em crise,
que a sustentabilidade do planeta corre graves riscos,
que é tudo por culpa do sistema, da macroeconomia,
da microeconomia, do consumismo, do sobrendividamento,
da densidade demográfica, da falta de activos, do aumento da esperança de vida...
Mas que esperança, fonix? ,pensas tu, ... que vida?
Dizem que pertences à geração rasca.
Dizem...
No jornal.
E o relógio vai-te dando, de graça,
tic tic
tic tac
tic tic
tic tac
as horas de espera
tic tic
tic tac
em que tu desesperas.
Porque há tipos, que se fossem relógios, nem as horas davam !

13 comentários:

Hod disse...

Clo!! Vivo um momento de intenso contentamento porque dentro de algumas horas, mais ou menos umas 72 horas novas realidades vão surgir.... Tic..Tac../tic...Tac.

Lindo texto....

Aloha!!
Hod.

Meri Pellens disse...

Belíssimo texto!!!
O jornal fala-nos tantas coisas..., de pessoas que se fossem relógios não andavam, pois não servem para nada. Aff...
Bj, amiga.

angela disse...

Clo
Tem horas que o "vazio" impera.
Bonita construção poética.
beijo

Paula Raposo disse...

Bem verdade!! Gostei. Beijos.

Jacque disse...

Inauguração do meu novo Blog: PRA VOCÊ COM CARINHO. Visite e pegue o selinho.

Beijo.

Jacque

Pitanga Doce disse...

"Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E a vida é trabalho
E sem o seu trabalho
Um homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata
Não dá pra ser feliz"...
(Fagner)

poetaeusou . . . disse...

*
os cadilhos
de quem tem filhos,
cadilhos de toda a hora,
nas horas das horas,
desde a primeira hora,
a tal hora,
que as pré-mães, ouvem,
que tenhas uma boa hora,
desejam-lhe,
,
conchinhas serenas, envio,
,
*

Ailime disse...

Clo,
Um texto muito belo, revelador de uma realidade nua e crua em que parece que o relógio o tempo avança lentamente!
Resta esperar e acreditar que um dia as coisas vão ser diferentes, que os poderosos não olharão só para os seus umbigos e verão que à sua volta há tantos jovens à espera...de um tempo que os ajude a ter tempo para concretizarem os seus sonhos.
Um beijinho grande.

O Profeta disse...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?


Bom fim de semana



Doce beijo

Ana Lúcia Porto disse...

É..., tic tac bem sugestivo para os anseios de um adolescente...

Clotilde, há um selo para você, lá em meu blog...
Beijos e boa semana,
Ana Lúcia.

Clotilde S. disse...

Amigos,

Agradeço do coração as vossas visitas e os vossos comentários.
Beijos de amizade.

Clo

Stella Tavares disse...

Amei os textos e os pretextos que os fizeram. Tanto gostei que decidi seguir suas palavras.
Parabéns pela beleza intensa de suas palavras.

de mim para ti disse...

E porque não fazer com que os nossos filhos aproveitem o melhor dos anos, dos dias, horas e segundos?
Conto aqui voltar!
Um abraço
M. (pseudónimo)