quarta-feira, abril 29, 2009

O mar que sou

Imagem da net - autor desconhecido


Se o mar que sou se veste e segue
pela orla das falésias e areais
serei a voz que embora pregue
enrouquece no silêncio dos pinhais.

Nas mãos trago palavras desenhadas
restos de cantigas e maresias
asas breves de gaivotas deplumadas
pelas quimeras de antigas poesias.

Se o mar que sou se despe e cai
no deserto de uma duna mais sombria
serei a voz que chora a voz que vai
encontrar eco numa concha bela e fria.

No olhar guardo infinitas memórias
ternos brilhos mil luas transparentes
feitas de sonetos e de estórias
de cometas e muitas estrelas cadentes.

Se o mar que sou já me aborrece
Sou tecedeira que não tece.

Se o mar que sou já não me espanta
Sou cantadeira que não canta.


Clotilde S. 2009


19 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Se o mar que sou, se tu és mar, se tu és o mar, tu és o grande poema, que o mar é, se o mar tu és, eu já te amei, em ti eu fui, em ti serei, se o mar tu fores, poema serás de todos os amores, do mar não falo, do mar não sei falar, só conheço do mar o verbo amar.

Beijo de muito carinho.

Joao P. disse...

Clotilde:

Que bonito!

E que bela assiciação: se o mar... eu sou...

Obrigado

Beijo
João P.

Meri disse...

Minha amiga poetisa, sempre lindo os seus versos; você é um mar de inspiração.

Clotilde S. disse...

Que belo poema , Eduardo!

Muito obrigada pela forma como comentas o que escrevo.

Beijinhos de amizade e gratidão, meu amigo!

Clotilde S. disse...

Pois é João...

às vezes surgem-nos ideias, vindas Deus sabe de onde. :))

Beijinhos, amigo e obrigada!

Clotilde S. disse...

Meri,

às vezes sou mais um mar de dúvidas, mas vou escrevendo. :))

Grata pelo carinho, beijinhos.

Eduardo Aleixo disse...

Clo

Eu é que te agradeço. Nem sempre sai bem. Sai, da alma. Tu sabes. Olha: já comentei, comentei, que disparate!, Respondi algo, no meu blogue, ao que tu escreveste . Dorme bem. Té mnanhã.

Maria disse...

Lindo! Lindo! Lindo!
O mar que és, o mar que somos...

Beijinho

Clotilde S. disse...

Maria,

O mar onde todos nos encontramos e somos. É esse o Mar !

Beijinhos amiga!

Paula Raposo disse...

Adorei este poema!!! Lindíssimo!! Muitos beijos.

Clotilde S. disse...

Muito obrigada, Paula

e , mais uma vez, feliz Aniversário!

Beijinhos

Ailime disse...

Muito belo este poema!
Permita-me que destaque:
"Se o mar que sou já não me espanta
Sou cantadeira que não canta."
Eu direi que canta maravilhosamente o mar que a envolve e a inspira de uma forma genial.
Um beijinho.

Maria P. disse...

Lindo.
Mar de memórias...

Beijinho, Clo*

Meri disse...

Clotilde, venho agradecer seus comentários que me fazem tanto bem. Convido-a a visitar as páginas Diário Espiriual, Poemas, etc, que são ramificações de Luz-em-Flor. Em poemas postei um poema (Voar)feito por mim há alguns anos. Cada um de nós tem um pouco de poesia para iluminar o mundo. É só clicar no menu a cima do cabeçalho. Beijo no coração.

Clotilde S. disse...

Ailime,

Obrigada pelas maravilhosas palavras com que me inspira na sua página e também fico grata pelas suas vindas a este meu recanto.

Um mar De Paz e de Amor , amiga!

Beijinhos

Clo

Clotilde S. disse...

Maria P.

Vamos juntar este mar de memórias ao teu belo jardim e teremos um pequeno grande mundo.

Beijinhos

Clotilde S. disse...

Meri,

Eu acho todos os seus sítios fantásticos e é com muito carinho que a visito, minha querida.

Beijinhos grandes para esse lado do oceano!

Clo

Maripa disse...

No mar que és...mar vestido de maresias e sentires que perfumam as palavras que te vestem...

Beijinho,Clotilde.

Clotilde S. disse...

Maripa,

Uma Mulher-Mar... assimte vejo também.

Beijinhos grandes,

Clo