quinta-feira, abril 23, 2009

Dia do LIVRO

Foto Aurora V.



Livro aberto

As palavras que nunca te direi
Como um romance...
Palavras loucas
Palavras soltas
Textos secretos
A Morte é uma flor
Só.


A Letra escarlate
O perigo do Dragão
Explicação dos pássaros
A Pérola.
A Ilha.
Essa...

A Dama misteriosa
Um homem na Lua
Manhã submersa
Domingo à tarde
A noite e o riso
O Paraíso.

(títulos...títulos...)

Todos os nomes
Contos eróticos
Sete contos góticos
E...
Madame Bovary!

As palavras que nunca te direi
estão aqui eu sei...
bem em meu redor
na estante (amor!).

Talvez um dia consiga
na madeira que geme
Madame Chrysanthème
um livro que diga:

"Mon Dieu...que je t'aime!"
.

(Poema organizado com títulos de alguns dos meus livros, datando de finais dos anos 90)

8 comentários:

Maria disse...

Alguns desses nomes também estão aqui ao lado...
:))

Beijo, C.

Eduardo Aleixo disse...

Clo

Que bela, suculenta homenagem ao Dia do Liro, diria melhor aos livros do dia dos nossos dias, das nossas vidas...
O que eu não escreveria sobre muitos deles, pérolas, manhãs submersas nas nossas memórias...
Manhãs que tu reavias, com amor.
Reavivas: é sinal que não morreram. Há coisas que não morrem. São, fazem parte da nossa alma. É o caso dos liros com que crescemos. Que nos fizeram crescer.
Beijo

Meri disse...

Lindo! Seu poema é desses raros gostosos de se ler. Bj!

Joao P. disse...

Clotilde:

Que ideia tão gira!

Bom dia do livro e que para oano escrevas outro poema.

Beijo

João

Clotilde S. disse...

Maria,

Andámos todos a ler os mesmos livros, daí a amizade que aqui nos reúne. :)))

Beijo grande, amiga.

Clotilde S. disse...

Eduardo,

Tens razão,como sempre. :))

Que mais posso dizer?

Beijo, amigo!

Clotilde S. disse...

Meri, obrigada

És muito querida !

Beijinho

Clotilde S. disse...

João,

Obrigada , amigo.

Prometo que escrevo sim.

Beijinho