quinta-feira, maio 11, 2006

Borboletas.Homenagem a Salvador Dali

Alégorie de Soie- Salvador Dali

Que borboletas singelas,

rodopiando nas telas ,

nos céus do teu desenhar !

Parecem flores a voar,

em redor de caravelas,

de tão azuis e tão belas,

nos mares do meu versejar !

Fosses tu,ainda que um pouco,

a alma do meu cantar,

seria o poema louco,

e eu borboleta a voar !


6 comentários:

Maria P. disse...

As borboletas são as estrelas na terra.

um beijo

jorgesteves disse...

Uma primaveril e poética homenagem ao genial Dali! Gostei desse versejar!...
(e vai que perdoe a pressa a comentar à hora de almoço; não sei se perdoe chamar-me outro nome...)
sorrisos a pretexto,
jorge

Poesia Portuguesa disse...

E a Primavera aí está. Esplendorosa. Parabéns pelo Poema. Gostei.

Um abraço e bom fim de semana ;)

Isa disse...

Por um momento gostei de Dali. Obrigada :)

O poema é lindo.

Bj grande e bom fim de semana

AlucarD disse...

bela homenagem!! :)
beijos

hl disse...

O Amor tem a forma da Borboleta:)
Beijinhos:)