sexta-feira, janeiro 01, 2010

Poema ao menino 2010


Nasceste hoje e, por seres pequenino,
queria dizer-te meia de dúzia de coisas que sei.
Coisas que sei porque já ando por cá há muito tempo.
Porque já vi nascer muitos como tu,
sei bem o que esperam de ti.
Querem que tragas Paz, Saúde, Amor, Alegria, Luz, Harmonia...
e até o primeiro prémio da Lotaria para todos.
Querem que resolvas a crise,
que faças baixar os impostos,
que cries empregos,
que acabes com as guerras,
que cures as pandemias,
que realizes todos os sonhos,
que reúnas as almas gémeas...
Nem queiras saber o que esperam de ti!
Nasceste hoje,
no meio de festas,de espumante, de passas,
de palmas, de beijos ,de abraços e de fogos de artifício !
E todos te anunciam boas resoluções.
Que vão deixar de fumar e de beber.
Que vão ser mais generosos.
Que vão ser mais compassivos.
Que serão pessoas melhores e mais justas.
Que vão lutar pela Paz e pela sanação do mundo.
Mas não te iludas.
Já ando por aqui há muito tempo.
Já vi nascer muitos como tu.
Daqui por uns dias já os homens se esqueceram de ti
e das promessas que fizeram.
Tu vais crescer dia a dia, semana a semana, mês a mês.
E daqui por doze meses serás velhinho
e todos irão culpar-te pelas suas misérias,
aguardando com fanfarras
a chegada de outro que, se não for melhor,
que seja pelo menos como tu.
Até lá, e porque és tão novinho,
desejo-te Sorte e... Esperança ! porque a Esperança é a última a morrer.



6 comentários:

Méon, disse...

Olá Clô!

Que bonito o teu poema!
Agradeço a tua visita e desejo que o menino pequenino que agora nasceu cresça dentro de ti com graça e harmonia.

Bj

Paula Raposo disse...

Gostei muito deste teu post! Sim: a esperança é a última a morrer.
Beijinhos.

Ailime disse...

Muito belo este poema ao Novo Ano!
Que a Esperança nunca esmoreça no coração dos homens.
Um beijinho.
FELIZ ANO NOVO!

Maria P. disse...

Lindo...

Feliz 2010!
Beijinho, Clo*

Joao P. disse...

OLá Clotilde:

Gostei pois!

Bom ano

Beijo

João

poetaeusou . . . disse...

*
belo post
de esperança viva . . .
esperança tornada ilusão,
nua, crua, cruel . . .
,
esperançosas conchinhas,
ficam,
,
*