sexta-feira, abril 10, 2009

Os poemas



Méditation- W. Bouguereau


Como rios que se apartam e ao mar retornam.

Como hortênsias que se fanam e reflorescem.

Como taças de água que se enchem e não se entornam.

Como rostos que se perdem e não se esquecem.

Como jóia rutilante em colo de moça.

Como as datas memoráveis se festejam.

Como açúcar que a nossa boca adoça.

Os Poemas são palavras que nos beijam.


Clotilde Simões

8 comentários:

Maria P. disse...

São isso tudo, sim.

Boa Páscoa, beijinho Clo*

Clotilde S. disse...

Maria,

São isso tudo e muito mais.

Boa Páscoa ******

Clo

Oris disse...

Muito bonito...

"Os Poemas são palavras que nos beijam."

Gostei das tuas palavras.

Páscoa Feliz para ti.

Beijitos

Clotilde S. disse...

Obrigada Oris.

Beijinhos, amiga.

poetaeusou . . . disse...

*
lindo,
,
clotilde
os Rios beijam o Mar,
com os beijos dos teus Poemas,
,
taças de maresias, deixo,
,
*

Eduardo Aleixo disse...

E eu beijo estas palavras perfeitas como as águas que não transbordam de uma taça!
Eduardo

Clotilde S. disse...

Poeta,

Se eu nascesse pr'a cantar,
cantaria todo o dia,
até o sol poisar sobre o cheiro da maresia.

:)))

Escrevi estes versinhos quando tinha 15 anos.

Beijo*

Clotilde S. disse...

Eduardo,

E assim do Silêncio se faz Cântico.

Grata pelas tuas palavras.

Bjinhos