segunda-feira, dezembro 29, 2008

Train de nuit pour Lisbonne-Pascal Mercier





"Train de Nuit pour Lisbonne" do filósofo/romancista Pascal Mercier,foi-me recentemente oferecido pelo meu filho Luís Filipe.Com diversos trabalhos por terminar e toda a azáfama do Natal,não pude começar a lê-lo mais cedo, até porque, embora em formato poche, sempre são mais de 500 páginas e algo me dizia, que não se tratava de uma obra para ler a pequenos goles.

Finalmente, a gripe obrigou-me a parar e deu-me tempo para mergulhar de alma e coração no mundo do Gregorius e de percorrer com ele o caminho entre Berna e Lisboa, numa busca a um tempo real e mágica do poeta Amadeu do Prado.Um caminho em que surgem aos poucos todas as grandes questões da vida e da morte. Um caminho que nos obriga a parar,meditar,ganhar fôlego e continuar.

Este é sem dúvida um dos melhores romances que li até hoje. Daqueles que apetece guardar como livro de cabeceira para ir relendo e absorvendo.

A versão portuguesa é da D.Quichote e intitula-se "Combóio Nocturno para Lisboa".

4 comentários:

Méon, disse...

Pronto! Bonito! Mais um livro para a imensa pilha dos que esperam vez!...

Mas agradeço a partilha / sugestão.
Ah! E que a gripe vá para longe... apesar de te ter sido benfazeja!

Beijinho!

Teresa Durães disse...

Ainda não o li!

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Méon,

Essa dos livros que esperam vez lembra-me os serviços de saúde em tempo de epidemia... lol

Mas, acredita, este é daqueles que merece primazia.Palavra de quem já leu pelo menos meia dúzia de livritos na vida ;

Bjito

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Teresa,

Gostei de te rever por aqui.

Quanto ao livro...mais palavras para quê? Há que lê-lo sem demora.

Bjinho